Expectativa em relação ao exame nacional do ensino médio

Inscrição Enem 2020 – Existe muita expectativa com relação à publicação do edital de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2020) que deve ser publicado em maio. O edital traz todas as informações que o aluno precisa saber para fazer sua inscrição.

Na última edição, cerca de 9 milhões de alunos participaram do exame. O edital anterior foi publicado no início de maio e a prova foi em novembro. A expectativa é que o cronograma deste ano seja parecido com o do ano passado.

Conforme o cronograma dos últimos anos, em maio deve ser publicado o edital com toda a informação sobre a inscrição Enem 2020 e data das provas. Na última edição, estas ocorreram nos dias 8 e 9 de novembro. As provas são realizadas em todos os Estados da Federação e Distrito Federal.

edital Enem 2020 deve ser publicado no site do INEP para você poder acessar para imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU Simples). O valor da inscrição será no valor de R$ 35,00.

Isenção da Inscrição ENEM

No ato da inscrição Enem INEP, no site ainda a ser divulgado, você deve escolher a opção Declaração de Carência Socioeconômica. Para evitar erros, siga as indicações que serão publicadas no edital.

Cartão de Confirmação

O Cartão de Confirmação Enem contém todas as informações do participante do Enem 2020 e será enviado pelos Correios para o endereço informado no ato do ENEM 2020 inscrições. Também estará disponível eletronicamente, em endereço ainda a ser divulgado pelo edital.

Enem INEP

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) criado em 1998 tem por objetivo avaliar o desempenho do estudante de educação básica afim de contribuir para a melhoria da sua qualidade.

Para o acesso ao ensino superior, o resultado Enem 2020 pode ser usado em uma única fase de seleção ou podem ser combinados com os processos seletivos das universidades.

O Enem 2020 INEP também é a porta de entrada para os programas oferecidos pelo Governo Federal, como:

  • Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • Ciências sem Fronteiras;
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu);
  • Sistema de Seleção Unificada de Educação Professional e Tecnológica (Sisutec);
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Continue Reading →

Quanto ganho um advogado

Para se tornar advogado é necessário um bacharel de direito e ser aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil, OAB. A prova da OAB é conhecida pelo elevado grau de dificuldade, que reprova grandes quantidades de pretensos a advogados por ano. Essa prova aplicada três vezes por ano e é composta de questões teóricas eliminatórias e práticas.

Uma vez aprovado pela OAB, o advogado pode trabalhar defendendo clientes em ordens civis, penais ou trabalhistas. Na área jurídica para empresas ou em escritórios particulares. Porém boa parte resolve ingressar em carreira pública.

De acordo a sua especialização o advogado pode estra inserido em qualquer uma destas áreas: Assessor Jurídico. Consultor Jurídico. Procurador Jurídico. Auditor Jurídico. Planejamento Ensino Controlador Jurídico.

O mercado de trabalho para advogados está sempre aquecido e com grande procura. Na carreira publica o setor mais em alta é o atendimento da população carente. Um estudo feito pela consultoria Michael Page para o setor jurídico mostra que os salários de um advogado júnior podem variar entre dois mil e quatro mil reais. O que influencia nesta diferença é o local onde está inserido, seja empresa ou nível de região do país.

E claro, a área de especialização. No Rio de Janeiro o sindicato de advogados assegura o salario mínimo de dois mil e trezentos por exemplo. Isto para quem trabalha oito horas diárias ou quarenta horas semanais. Já no Distrito Federal esse valor é de três mil para o mesmo período de trabalho. Também no Distrito Federal paga-se dois mil reais para trabalhar quatro horas diárias. Existe também uma tabela de salários dos advogados.

Essa tabela não serve para base de salário mínimo, porém mostrar a média salarial de diversas áreas e o nível do advogado. De acordo essa tabela, um advogado trabalhista tem a média de dois mil e quinhentos reais mensais nos primeiros três anos exercendo a função. Essa média sobe para três mil com quatro a sete anos. E para quatro e quinhentos a dez mil com sete anos ou mais. Ainda de acordo essa tabela o advogado que mais recebe bem é o do setor empresarial, podendo chegar a receber até vinte mil por mês em nível de advogado sênior.

Você pode acessar a tabela salarial. Esses períodos de tempo equivalem a: Júnior= Um a três anos exercendo a função; Pleno= Quatro a sete anos na função; Sênior= Sete anos ou mais de advocacia.

Continue Reading →